Compartilhe!

Foo Fighters

Parece que o Foo Fighters e o Queens of the Stone Age estão planejando “dominar o mundo juntos”

Josh Homme e Dave Grohl

“Ainda há álbuns de rock n’ roll para serem feitos”

Os Foo Fighters falaram sobre como eles e o Queens of the Stone Age inspiraram um ao outro enquanto faziam seus novos álbuns ─ e seus planos para “dominar o mundo juntos”.

As duas bandas estavam a apenas um quarteirão de distância uma da outra enquanto gravavam seus discos “Concrete and Gold” e “Villains”, e dizem que foram instigados por uma competição amigável enquanto faziam o que o baterista dos Foos, Taylor Hawkins, descreveu como “discos opostos”.

“Uma das coisas que foram empolgantes por estarmos do outro lado do estacionamento [em relação ao QOTSA] gravando esse disco é que estava claro que ainda há álbuns de rock n’ roll para serem feitos”, diz o líder Dave Grohl à Music Week. “Eu ouvia o que os Queens estavam fazendo e era perfeito. Soava muito bom. E o Josh [Homme, líder] ia até nós e ouvia o que estávamos fazendo também. Eu lembro de termos tocado ‘Arrows’ para ele, e ele disse ‘Deus, estou feliz por vocês estarem finalmente fazendo um álbum obscuro. Acho que inspiramos uns aos outros'”.

Hawkins acrescentou: “Um bom espírito competitivo. É como se quiséssemos fazer um álbum melhor que o deles, e eles quisessem fazer um álbum melhor que o nosso”.

Grohl continuou: “Josh e eu estávamos trocando mensagens outro dia, e pensamos, ‘bem, vamos apenas fazer isso e dominar a porra do mundo juntos’. Vamos fazer isso, por que não?”

Os Foo Fighters lançarão o “Concrete and Gold” no dia 15 de setembro e se apresentação no The O2 em Londres no dia 19 de setembro.

Enquanto isso, o Queens of the Stone Age lançará o novo álbum “Villains” no dia 25 de agosto.

Ao falar para a NME sobre a sonoridade do álbum, o líder Josh Homme disse: “Há alguns momentos mais lentos, mas eu gosto de dançar, cara, e quer seja no Eagles of Death Metal, no Queens ou no Them Crooked Vultures, não há razão para não juntar rock n’ roll com dança, aleluias e escuridão, tudo em uma coisa só. Em um mundo desesperado por ‘curtidas’, eu acho que o ‘Villains’ está mais para “nós vamos receber as descurtidas, aceitaremos todas as rejeições’. Esse álbum está aqui para fazer o trabalho dos caras maus”.

Ele acrescentou: “O Queens sempre foi como uma sorveteria ou um fliperama, está livre das merdas do dia-a-dia. Não estou interessado em ser tópico desta forma, mas ao mesmo tempo é completamente sobre o momento atual”.

Imagina se Foo Fighters e QOTSA vem juntos ao Brasil?

As próximas datas de shows do QOTSA no Reino Unido e Irlanda seguem abaixo:

NOVEMBRO
18 (sábado) – LONDON SSE Arena Wembley
19 (domingo) – MANCHESTER Arena
21 (terça) – LONDON O2 Arena
23 (quinta) – EDINBURGH Usher Hall
24 (sexta) – DUBLIN Arena

Fonte: NME
Tradução: Giovana Moretti

Mais uma! Foo Fighters toca a inédita “Dirty Water” em Paris; assista

Foo Fighters em Paris. Foto: [email protected]

Segura essa! Tem mais música inédita do Foo Fighters rolando por aí!

A banda acaba de fazer um show em Paris, França, na AccorHotels Arena, e tocou a super inédita “Dirty Water”. A música tem uma sonoridade bem única, apesar de seguir a forma característica dos Foos: uma melodia mais calma e trabalhada, para depois explodir em guitarra e bateria, do jeito que a gente gosta!

Na letra, Dave canta sobre estar “bebendo águas sujas” e ser um “desastre natural”, e o clima da primeira parte da canção é bem… relaxante, digamos. Sabe aquela música para ouvir em casa bebendo um bom vinho? Então!

Esta já é a quinta (!) música do novo álbum, Concrete and Gold, que a banda toca ao vivo. Já ouvimos o single “Run” — esta lançada oficialmente com um clipe –, “The Sky Is a Neighborhood”, “La Dee Da” (com a participação de Alison Mosshart), “Sunday Rain” (cantada por Taylor Hawkins) e agora “Dirty Water”. Será que já teremos ouvido tudo até o lançamento do álbum em 15 de Setembro? Parece!

Confira abaixo o setlist deste show e alguns vídeos — de vários ângulos — da nova música!

  1. Times Like These (Dave sozinho, depois com a banda)
  2. All My Life
  3. Learn to Fly
  4. Something From Nothing
  5. The Pretender
  6. Eruption / Keyboard Solo / Heart of the Sunrise / School’s Out (Van Halen / Yes / Alice Cooper cover)
  7. Cold Day in the Sun
  8. Congregation
  9. Walk
  10. These Days
  11. My Hero
  12. Dirty Water (ao vivo pela primeira vez)
  13. Skin and Bones
  14. Run
  15. This Is a Call
  16. Arlandria
  17. Rope
  18. Wheels (versão lenta)
  19. Monkey Wrench
  20. Best of You
  21. Everlong

Por Stephanie Hahne

Foo Fighters na Islândia: show teve músicas novas e filha de Dave Grohl na bateria – VÍDEOS

Harper Willow, filha de Dave Grohl, no palco com o Foo Fighters. Foto por @chrissytobin/Instagram

Socorro! O nono álbum do Foo Fighters está cada vez mais palpável, e a gente teve a prova disso no último show da banda.

Nesta última sexta-feira (16), os caras subiram ao palco do Secret Solstice Festival em Reykjavík, na Islândia, para tocar pela primeira vez após o lançamento de “Run”, primeiro single de trabalho do próximo disco. Como se a estreia da música ao vivo na íntegra já não bastasse, os Foos tocaram novamente a nova “The Sky Is a Neighbourhood” — agora com a banda toda — e a inédita “Lah Di Da”, também na íntegra. Sim, agora já ouvimos três músicas do LP9!

Para incrementar ainda mais essa apresentação maravilhosa, a filha do meio de Dave Grohl, Harper Willow, subiu ao palco com o papai e os colegas de banda para tocar bateria no cover de “We Will Rock You”, do Queen. Dave mencionou que a filha o pediu recentemente por aulas do instrumento, e olha que a baixinha mandou super bem.

Confira abaixo o setlist, vídeos e fotos do show. A próxima apresentação do Foo Fighters é no festival Rock the Beach, na Finlândia, na próxima segunda-feira (19).

Por Stephanie Hahne

Setlist:

All My Life
Times Like These
Run (primeira vez ao vivo)
Learn to Fly
The Pretender
My Hero
Another One Bites the Dust (Queen cover)
We Will Rock You (Queen cover, com Harper Grohl – filha de Dave – na bateria)
Cold Day in the Sun
Congregation
Walk
These Days
The Sky Is a Neighborhood (primeira vez ao vivo com toda a banda)
Lah Di Da (canção inédita, primeira vez ao vivo)
Best of You
Everlong

Show completo:
Parte 1

Parte 2

Vídeos:

Galeria (clique na foto para ampliar):

Dave Grohl: “gravaremos o novo álbum do Foo Fighters no estúdio, como uma banda normal”

Dave Grohl no estúdio 606, durante sessão de perguntas do Reddit

As aventuras do Foo Fighters durante as gravações dos últimos trabalhos foram bem interessantes. Em Wasting Light (2011), os caras gravaram em uma garagem e fizeram um documentário; em Sonic Highways (2014), a banda viajou por oito cidades dos EUA (colocando mais um documentário na conta); e o EP Saint Cecilia (2015) foi concebido no lobby de um hotel. Só que agora está na hora de “voltar ao normal”, não é? Pelo menos é isso o que pensa Dave Grohl.

Em entrevista ao jornalista Zane Lowe, pela Radio Beats 1, o frontman da banda comentou sobre qual será o novo conceito abordado pelo grupo no 9° disco de estúdio, já que os Foos estão sempre inovando. Sobre isso, Grohl foi direto: a inovação, neste momento, é ser “uma banda normal”.

Leia trechos da entrevista, transcritos pelo TMDQA!:

Nós falamos sobre isso. Fizemos o último disco [Sonic Highways] em oito cidades diferentes, e basicamente o álbum existiu para contar a história da música nessas oito cidades. Era mais profundo conceitualmente do que só entrar no estúdio e produzir um disco. Aí o álbum que veio antes [Wasting Light] nós fizemos na minha garagem, a gente fez aquele documentário, fui tudo sobre trabalhar com métodos analógicos e coisas assim. E o nosso último EP [Saint Cecilia] nós gravamos no lobby de um hotel em Austin, Texas.

Então agora o nosso pensamento foi, ‘Deus, se formos gravar novamente, de que forma vamos mudar as coisas?’ E para nós, mudar as coisas agora quer dizer entrar no estúdio e fazer um disco como uma banda normal. Esse virou o nosso foco. É tipo, agora nós podemos deixar de lado esses outros aspectos e só compor músicas e gravá-las em um estúdio como deveria ser.

Dave ainda comentou sobre a escolha de produtores nos álbuns da banda — sem revelar o responsável pelo próximo — e compartilhou uma memória interessante. Antes de gravar There Is Nothing Left To Lose (1999), os caras foram atrás de um produtor fodão e ouviram que “não poderiam ser produzidos”. Ao questioná-lo, ele respondeu: “vocês sabem o que estão fazendo, e fazem do seu próprio jeito. Então ninguém vai tentar se meter no meio e mudar isso.” O produtor dos últimos dois trabalhos da banda foi Butch Vig, que também é baterista do Garbage.

Como bons conhecedores da discografia do grupo, é certo dizer que a qualidade de um álbum do Foo Fighters independe do método de gravação. Mas ver esse rumo da banda de volta ao básico é muito interessante e deve render ótimos frutos!

O primeiro single de trabalho é a ótima “Run”, que já tem até clipe (veja abaixo). Até o momento, o nome do nono álbum ou data de lançamento ainda não foram divulgados.

Por Stephanie Hahne

Agora é real oficial! O Foo Fighters está de volta com a inédita “Run”; ouça

Foto por Brantley Gutierrez

Chegou o disco voador! Acabou o hiato! Eles estão de volta!

Muitas reações para dizer que o Foo Fighters acaba de liberar a primeira música inédita desde o EP Saint Cecilia (2015), e ela se chama “Run”.

Começando como uma balada e explodindo em guitarra e bateria lá pelos 40 segundos, a canção traz elementos clássicos da banda misturados com um novo respiro na sonoridade após a merecida pausa. A letra diz, “Wake up, run for your life with me/Acorde, corra por sua vida comigo” e é complementada por berros de um Dave Grohl que não quer mais perder tempo. Lá nos comentários da nossa página do Facebook, a galera chegou a comparar a música com o estilo do álbum Wasting Light, de 2011.

Já o clipe da música, que foi dirigido pelo próprio frontman, traz um Foo Fighters lá pelos seus 80 anos tocando em uma casa de repouso e causando uma verdadeira rebelião entre os velhinhos. Além de pular, bater cabeça e fugir do lugar, o grupo da melhor idade ainda finaliza com uma coreografia bem esquisita. Então tá, né?

Ainda não temos nenhuma informação sobre um próximo single ou o lançamento de um possível álbum novo, mas fique ligado em nosso site e página para as novidades!

Sem mais delongas, confira abaixo o triunfal retorno dos Foos:

Por Stephanie Hahne