Compartilhe!

Dave Grohl foi solicitado a deixar o estúdio do Queens of the Stone Age

Enquanto a QOTSA estava trabalhando em Villains, as únicas pessoas que ouviram o trabalho sendo feito foram Dave Grohl e Taylor Hawkins do Foo Fighters. Todos os outros – gerentes, esposas, namoradas, crianças – tiveram que esperar. Foo Fighters estava fazendo o seu álbum novo e os dois grupos iriam atrapalhar as sessões uns dos outros para jantar e beber juntos.

Um dia, Homme estava frustrado com uma música e Grohl disse a ele:
“Você sabe, nem toda musica será a sua melhor música.”

“Eu pensei: esse era um bom conselho”, diz Homme.

Mas eu disse:” Por quê? Por que não? Por que todas as músicas não podem ser as melhores versões de si? “Eu acho que ambos estão certos.”

Ele foi amigo de Grohl desde os 19 anos e o considera um “cara generoso, legal e genial”. “Se alguma vez ele e eu estamos discutindo algo “, ele diz,” Eu sempre admito:  provavelmente você está certo e tudo bem “.

Uma noite, Grohl apareceu no estúdio, enquanto Homme estava “lutando” com uma letra na cabine vocal. Grohl estava “curtindo” e, cauteloso de piorar a situação, o produtor Mark Ronson o afastou.

“Eu não vi porque estava no estúdio lutando contra um monstro, mas nesse caso o Ronson é o novato, foi gentil e estava tentando me proteger.” Talvez, em sua cabeça, ele pensasse que ele também estava protegendo Dave.

A música que Homme estava “apanhando” era Fortress, um hino amoroso que ele escreveu para um ente querido.

“ O refrão me toca de uma forma que torna isso difícil de fazer. É duro dizer “eu te amo” às vezes, sem parecer um idiota, mas sempre há uma maneira de dizer todas as coisas “.

Fonte: Alternative Nation
Tradução: Stephanne Alves