Compartilhe!

Glastonbury

VÍDEO: o Foo Fighters tocou no Glastonbury 2017 e você precisa assistir a esse show

Dave Grohl na bateria durante cover do Queen no Glastonbury 2017. Foto: Reprodução/YouTube

Alguém aí espera que um show do Foo Fighters seja menos do que ótimo? A gente não.

E foi exatamente isso que os caras nos provaram mais uma vez com a sua apresentação no Glastonbury Festival, que rolou no último sábado (24).

Em um set de pouco mais de duas horas, os Foos entregaram uma enxurrada de hits e a contagiante carisma de Dave Grohl à multidão reunida em frente ao palco Pyramid. A banda iniciou com “Times Like These”, uma novidade, e a dedicou à cantora Florence Welch. Vale lembrar que em 2015 o Foo Fighters cancelou sua aparição no festival por conta da perna quebrada de Dave, e quem substituiu a banda foi o Florence + The Machine. No dia, o grupo fez uma cover de “Times…” em homenagem a Grohl.

Prosseguindo com o showzão, rolou uma dedicatória de “Cold Day In The Sun” a Liam Gallagher, que tocou mais cedo no festival, e de “Walk” ao cirurgião que consertou a perna do frontman. Mas a melhor veio pouco depois: após avistar um cara completamente nu (!) na plateia, Dave dedicou “My Hero” ao rapaz. Propício.

Mais a frente, antes de tocar a acústica “Skin and Bones”, Dave fez piada com a proibição do evento a palavrões durante os shows. Até então, o recorde de vezes que a palavra “fuck” foi dita era de Adele, mas a banda deu um jeito e fez uma jam onde a letra continha apenas a palavra, várias e várias vezes.

Antes de encerrar a apresentação com “Everlong”, Grohl dedicou a canção a Laura, falecida esposa de um fã que pediu ao vocalista que fizesse isso. Um momento lindo para finalizar um show mais lindo ainda.

Confira abaixo o setlist e o show na íntegra!

  1. Times Like These (dedicada ao Florence + The Machine)
  2. All My Life
  3. Learn to Fly
  4. Something From Nothing
  5. The Pretender
  6. Cat Scratch Fever / Another One Bites the Dust / Blitzkrieg Bop (Ted Nugent/Queen/The Ramones, trechos ao introduzir os membros da banda)
  7. Cold Day in the Sun
  8. Congregation
  9. Walk (dedicada ao cirurgião que consertou a perna de Dave)
  10. These Days
  11. My Hero (dedicada ao peladão na plateia)
  12. Wheels
  13. Run
  14. This Is a Call
  15. Arlandria
  16. Monkey Wrench
  17. Best of You
  18. Skin and Bones
  19. Under Pressure (Queen cover) (Dave na bateria, Taylor nos vocais)
  20. Everlong (dedicada a Laura)

Por Stephanie Hahne

Dave Grohl fala sobre não querer fazer músicas novas, hiato e rumores do Glastonbury

Faz pouco mais de um mês que Dave Grohl quebrou a perna após cair do palco em um show da Suécia. Apesar de grandes shows em Wembley e Glastonbury terem de ser cancelados, o Foo Fighters prosseguiu com sua turnê norte-americana e Grohl agora toca sentado em um trono enorme, que deixa sua perna elevada, para evitar maiores complicações. Porém, se você pensava que Dave usaria seu tempo livre enquanto se recupera para fazer músicas novas, está completamente errado.

Durante uma entrevista ao The Pulse of Radio, Grohl disse que ele não está nem um pouco no clima de escrever novas canções e começar um álbum.

Ele explica: “Gus, o nosso tour manager, disse: ‘Você quer que eu coloque a sua guitarra no quarto com você?’, e eu disse, ‘Ah, pode ser.’ E aí eu fiquei lá sentado, encarando a guitarra e pensando que essa era a última coisa que eu queria fazer. Se eu fosse escrever um disco agora, seria um álbum frustrado e deprimente. Imagina só! Eu quero escrever canções que façam as pessoas dançarem – e eu não consigo nem andar! Então, não, eu não tive nenhum ápice de criatividade.”

11163495_10155731729210545_2652508779560910735_o

Sobre a recuperação de sua perna, Dave comentou: “É engraçado, desde que eu comecei a tocar bateria, meu músculo da panturrilha direita tem sido o dobro do tamanho da minha esquerda, de pisar tão forte no pedal,” disse à Q. “Agora ela parece uma asa de frango um pouco triste.” Para ajudar com esse problema, Grohl diz que ele tem “tocado bateria imaginária ao som de Led Zeppelin três vezes por dia.”

Dave também observou recentemente que, após o Foo Fighters terminar sua atual tour, a banda se dará uma merecida pausa.

Rumores sobre Foo Fighters no Glastonbury 2016

Também em entrevista à Q Magazine, Dave desmentiu todos os boatos de que o Foo Fighters já estaria confirmado para a edição de 2016 do festival Glastonbury.

“Todas essas histórias sobre eu ter conversado com Michael Eavis são uma besteira completa. Eu nunca falei com ele, nunca o vi na minha vida. Enviei um e-mail para Emily e seu marido, pedindo desculpas por ter de cancelar nosso show no evento, e ela me convidou para voltar algum dia, mesmo que apenas para acampar e assistir os shows do fim de semana. Eu li todos os artigos que dizem que confirmamos para o próximo ano e dei risada. Uma mentira do caralho. Claro, eu adoraria voltar e tocar no Glastonbury! Mas não acredite em tudo que vocês leem, crianças…”

Fontes: Alternative Nation e Riff You
Por: Stephanie Hahne


 

FooFest – A festa de aniversário do Foo Fighters Brasil! #VemSetembro #FFBR6

Clique na imagem ou acesse o site da FooFest para saber de todas as informações e comprar seu ingresso/colocar seu nome na lista! Confirme presença também nos eventos do Facebook: para RJ clique aqui, para SP clique aqui!

capa-ffbr

Dave Grohl: “Eu chorei como um bebê quando vi o cover do Florence + The Machine para ‘Times Like These'”

Dave Grohl falou da felicidade que foi saber que a banda Florence + The Machine substituiria o Foo Fighters como headliners do Glastonbury desse ano, já que a banda foi obrigada a cancelar a apresentação na noite de sexta-feira noite do evento em Worthy Farm devido à fratura na perna de Dave (clique aqui para ler a carta de Grohl sobre o ocorrido completa e traduzida).

Falando a Q Magazine, Grohl revelou que ele conheceu a cantora Florence Welch “há séculos”, e que os dois “imediatamente se deram bem”.

“Eu estava querendo demais tocar com eles no Glastonbury”, disse ele. “Quando nós cancelamos e eles estavam à procura de um substituto, rezei para que subissem o Florence + The Machine para o cargo de headliners, pois eles merecem isso pra caralho”, acrescentou Grohl. “Eu estava tão animado quando eles anunciaram que iriam, que enviei um e-mail para a Florence para felicitá-la.”

Grohl também afirmou que ele recebeu conselhos médicos de Welch durante a recuperação de sua perna quebrada. Welch quebrou o pé durante a apresentação da banda no festival Coachella, em abril. “Ela me deu bons conselhos para curar ossos quebrados e me disse que fariam um cover de ‘Times Like These'”, Grohl explicou. “No dia seguinte ao show, alguém me enviou um link com o vídeo da apresentação e eu chorei como como um bebê. Ela derreteu a porra do meu coração. Eu sou eternamente grato a eles. Isso significou tanto, você não tem ideia.”

Assista ao vídeo do cover de “Times Like These” abaixo. “Dave, se você estiver ouvindo, nós te amamos. Nós todos amamos você”, Welch declarou antes da apresentação.

Fonte: NME
Tradução: Stephanie Hahne