Mãe de Dave Grohl revela que um novo documentário sobre a carreira do filho pode sair em breve

 

Loja Foo Fighters na Amazon

Ser mãe de uma estrela do rock vem com seus altos e baixos. Afinal, o rock and roll pode ser lindo e pode ser feio.

Para a mãe de Dave Grohl, Virginia Hanlon Grohl, foi um alívio seu filho não ter se tornado um alerta, pois isso facilmente poderia ter acontecido.

Em seu livro, From Cradle to Stage: Remarkable Stories from Mothers Who Rocked, a Sra. Hanlon Grohl falou com outras mães de músicos famosos.

Isso incluiu uma conversa com a mãe de Amy Winehouse, ex-professora de inglês e professora de teatro, que a assustou.

Hanlon Grohl se juntou ao festival de música Bigsound de Brisbane para falar sobre seu filho – o vocalista do Foo Fighters e ex-baterista do Nirvana – e sobre as histórias de outras mães do rock.

 

Houve alguma tristeza genuína, ligada a drogas e álcool.

Ela disse à platéia do Museu de Artes Contemporâneas Judith Wright como a mãe de Winehouse, Janis, lutou em circunstâncias terríveis para ajudar sua filha viciada em álcool.

“A entrevista com Amy Winehouse me assustou um pouco”, disse Hanlon Grohl.

“A mãe dela já passou por tantas coisas durante tanto tempo; ela tem esclerose múltipla agora, anda com uma bengala, mas é muito exuberante com a vida.

“Ela é uma das mulheres mais otimistas que já conheci. Não é rabugenta ou se sente injustiçada”
A Sra. Winehouse disse a ela que cuidar de Amy sempre foi difícil.

“Eu quero dizer que desde pequena, ela estava fora de controle. Eles a chamavam de ‘Furacão Amy’ ”, disse ela.

“Amy simplesmente não fazia o que lhe pediam pra fazer. Nunca. E nunca melhorou.” Winehouse morreu de overdose de álcool em 2011.

Dave Grohl, ou “David”, como sua mãe sempre se refere a ele, sempre foi determinado, disse Hanlon Grohl.

Ela se divorciou do marido quando Dave tinha sete anos. Ele aprendeu violão aos 12, aprendeu bateria e saiu da escola pra fazer turnê na Europa com a banda punk Scream antes de entrar para o Nirvana em 1990. Formou o Foo Fighters no ano seguinte ao suicídio do cantor e compositor do Nirvana, Kurt Cobain, em abril de 1994.

Posteriormente, ele saiu em turnê com o Queens of the Stone Age e Them Crooked Vultures e, como membro do Nirvana, foi incluído no Hall da Fama do Rock and Roll em 2014.

No entanto, Hanlon Grohl disse que até mesmo seu filho SuperStar lutou no início.

“David nunca poderia vencer. Ele tinha uma banda de escola onde morávamos. Batalhava com as bandas todos os anos. Ele nunca poderia ganhar isso”, disse ela.

“Os caras que venceram, bem, não o deixam esquecer disso. Mas eles não vão receber nenhum passe de bastidores para seus shows, então funcionou bem. ”

Um novo documentário sobre sua carreira – do Scream ao Nirvana e ao Foo Fighters – estava em andamento, confirmou Hanlon Grohl, à medida que o interesse do filho em filmes se expandia.
“Estamos fazendo isso”, disse ela. “Em breve.”

Gradualmente, o público aprendeu como as mães de Adam Levine, do Maroon 5, Tom Morello, do Rage Against the Machine, Mike D e Pharrell Williams, dos Beastie Boys, lidavam nos bons e maus tempos.

Ela pensou em acrescentar também que alguns músicos tiveram mais sucesso que outros.

“Todos refletem sua cultura, sua história. Os lugares onde nasceram e cresceram são partes significativas de suas histórias de fundo ”, disse.

Mas ela se recusou a considerar usar suas habilidades como professora de inglês para ajudar Dave com suas letras.
“Esse é um território que a maioria das mães concordou em não entrar”, disse ela quando a platéia riu.
“Acho que a maioria de nós disse: ‘Não, não vamos entrar'”.

Ainda assim, a senhora Hanlon Grohl confessou que algumas das letras de Dave a deixavam com frio.

“Há algumas que eu não entendo”, disse ela.

Quando perguntada sobre como os irmãos e irmãs das estrelas do rock lidam com a fama de seus irmãos, Hanlon Grohl disse que a irmã mais velha de Dave, Lisa, moldou as primeiras influências musicais do Dave.

“Foi ela quem o apresentou ao seu gosto musical [punk rock] quando ela era adolescente e eu estava preocupada que se sentisse excluída, que sua vida não tivesse sido tão especial”, disse “Mas ela sempre falou que nunca iria querer que as pessoas soubessem o nome dela. Ela não gostava de pessoas vindo até ela e dizendo: “Você é irmã do Dave?”

“Eu, por outro lado, se vejo uma senhora no balcão de repolho da mercearia com uma camiseta do Foo Fighters, imediatamente me apresento. Eu não posso evitar”

“Então eu acho que pode ser difícil para os irmãos, mas pela minha experiência, a maioria das famílias [de estrelas do rock] são famílias fortes.”

Fonte: The Sydney Morning Herald

Tradução: Stephanne Silva

Loja Foo Fighters na Amazon